Carta Médica

O texto abaixo foi publicado no dia 12/08/2017 fonte: https://www.facebook.com/irlenexistesim/

Como tem havido muita desinformação na mídia (imprensa e, principalmente, nas redes sociais), incluindo má vontade e certa dose de preguiça na hora de procurar informações sobre a #SíndromedeIrlen. E o mais grave é que as críticas infundadas vieram, também, de profissionais da saúde e classe médica.
Infelizmente, não foram dúvidas ou tentativa de debate, mas defesas apaixonadas sem fundamento ou propriedade, que mais pareciam populismo digital do que tentativa de buscar respostas.
Se é aprofundamento científico que os críticos procuram, é só pesquisar um pouco para se entender que o estudo da via magnocelular e dos aspectos funcionais da visão tem sido abordados por centros de pesquisa em diversos países, de forma cada vez mais proeminente, na última década; e tem trazido informações valiosas para as equipes multiprofissionais de pacientes com SI no mundo inteiro.
Por isso, a Dra. Márcia Guimarães e o Dr. Ricardo Guimarães, referências em oftalmologia e pioneiros no estudo da disfunção no Brasil, escreveram uma carta direcionada aos médicos que receberem pacientes avaliados e encaminhados por screeners (profissionais que fazem o teste de rastreio da Síndrome de Irlen – SI). Na carta, eles explicam o que é Síndrome de Irlen – disfunção da via neurológica magnocelular (uma das vias de processamento visual) – em texto mais técnico e com referência a estudos científicos.
Esperamos que este documento ajude a desmistificar algumas questões e que, dele, possam surgir novas propostas de pesquisa, que cada vez mais consolidem o conhecimento já reunido em torno da disfunção.
Para ver a carta na íntegra, é só clicar aqui:  Carta Médica

Anúncios