Madalena – A descoberta da Síndrome de Irlen na vida de Miguel

Meu nome é Madalena, sou a mãe de Miguel, de 14 anos que desde os 5 anos de idade vem enfrentando uma jornada severa de tratamentos no intuito de diminuir os efeitos de uma dislexia e TDAH.

MadalenaMiguel1Confesso que foram anos de uma luta incansável, onde vi meu filho passar por tanta dor, sofrimento ao tentar vencer o que alguns diziam ser invencível.

Foram anos de vexame, vergonha, em que eu, numa profunda angústia, assistia de perto a autoestima do meu filho caindo continuamente. Mas eu sei o Deus em quem creio e que nunca falhou. Resolvo então investigar. E diante dos nossos olhos, meu e de Miguel, o impossível se torna possível.

É de fato, impressionante o poder da ação da lâmina do overlay diante de um grande problema. Pois, como se não bastasse a condição de se tornar um cidadão analfabeto numa sociedade cada dia mais criteriosa esses jovens carregariam sobre si o fardo de se reconhecerem como pessoas incapazes, destinadas ao fracasso e alheias aos perigos das drogas e tantos outros riscos.

Aquele momento foi mágico, como em um conto de fadas onde de uma hora para outra o impossível tão sonhado acontece.

Falar da Síndrome de Irlen é falar sobre um sonho realizado, alcançar o impossível.

Certa vez disse a uma amiga que eu estava vivendo um sonho. Com o overlay meu filho progrediu em um mês o que não progredira em 10 anos.

MadalenaMiguel

Ver meu filho bem, e melhorando a cada dia não tem preço.

Onde antes via tristeza, hoje vejo alegria, esperança e uma autoestima crescendo muito.

Feliz é pouco para expressar o que sinto,  meu maior sonho foi realizado: “Ver meu filho indo em busca dos seus sonhos.”

Digo e vou continuar dizendo que eu jamais terei como recompensar a todos os profissionais envolvidos. Dra. Marcia Guimarães, seus auxiliares e todos os screeners, vocês são anjos de Deus em nossas vidas.

Serei eternamente grata a Deus pela vida de vocês.

Anúncios